hard to remember

É facil lembrar de você em tardes vazias
É facil lembrar de você nessas tardes de primavera
Quando tudo está quieto e não há mais nada com o que me preocupar
Lembro das tuas palavras doces e da tua voz mansa
Era quase um sussurar no meu ouvido
Os detalhes da dicção que são tão vivos para mim
As lembranças das conversas interminaveis
E dos fins de tarde em que nos confortávamos um na companhia do outro
Nas palavras doces de bom dia
Nos detalhes de uma voz sonolenta
De um pedido por atenção logo ao amanhecer o dia
É facil lembrar com prazer de quando esperavamos um pelo outro
Minhas tarde passam sem pressa ultimamente
Ou talvez passem com pressa de mais
Com pressa de te ouvir de novo
Para que as lembranças fiquem para trás
Para que não seja mais necessario apenas recordar
Para que eu possa novamente ouvir tua voz
Com aquela dicção suave e macia
Quase um sussurrar ao meu ouvido
É dificil lembrar que dificilmente isso acontecerá
É dificil lembrar de você em tardes vazias
É dificil lembrar de você nessas tardes de primavera
É dificil lembrar de você.

lembranças de um passado recente

Quando você sente minha falta
Será que faz o mesmo que eu faço?
Mata saudades lendo velhas mensagens?
Lembra das palavras doces
Que um dia foram juras de um futuro bom?
Será que realmente sente a mesma falta que eu sinto
Será que daquelas tantas mensagens
Apenas ficaram as vagas lembranças de um passado recente
De um breve momento
Em que pequenas juras de amor foram ditas
Que sentimentos afloravam em meio a sorrisos e conquistas?
Gostaria de saber dos teus sentimentos que nunca senti
Que nunca soube se da mesma intensidade eles foram
Se vivi um amor de uma via só
Se realmente tua atenção e carinho eram apenas falta de opção
Se tuas palavras eram apenas para preencher seu tempo vazio
Gostaria de saber se daquelas mensagens antigas você ainda se lembra
Se não as apagou apenas pra poder relembrar
Assim como faço nas noites vazias
Nos dias escuros e nas tardes frias de feriados intermináveis
Ah como daria dias e dias a mais pra continuar a acreditar
Que desses dias tive teu amor e tua atenção
Que não os perdi em madrugadas de diálogos sem fim
Acreditar que não me perdi nas tuas palavras em vão.

das lembranças vazias

Teu silencio me consome
Não sei o por que
Dos dias que passo sem você
Sem uma palavra tua
Não sei o por que
Os dias eram diferentes com a tua presença
Agora tudo o que tenho
É o teu silencio
Escrevo essas palavras
A cada linha lembrando de você
E percebo que vou te esquecendo
Não por querer
Apenas por você me esquecer
Aqui o vazio já me completa
A saudade já não é palpável
E você se vai
Deixando um espaço vazio em mim
O espaço que sempre ficou em branco
Esperando por um traço teu
O amor que sempre quis
E que nunca foi meu.