outro romance clichê

citylights

Só queria ver as luzes da cidade
Que se apagavam enquanto nós passávamos
A escuridão que nos cercava
Só não era mais forte que a luz da estrelas
Que refletiam em teus olhos quando para mim olhavam

Só queria passar mais uma ou duas horas
Sem que teus olhos piscassem
Pra marcar naquele momento
Como era me sentir nas estrelas estando ao teu lado

Apenas peço que você me leve
Não quero estar perdido em outro lugar
Me mostre o caminho essa noite
Pois não me importa mais onde estarei
Desde que meus caminhos sempre me levem a você

Espero que as luzes lá fora não se apaguem mais
Que o brilho dos teus olhos as mantenham acesas
E que assim sigamos até que a escuridão nos abrace
E que a nossa luz seja suficiente enquanto estivermos juntos.

a new falling

falling

Queria escrever sobre ela há tanto tempo
Mas não conseguia colocar em palavras o que via
O que sentia quando pra ela olhava
Sabia que só de lembrar do sorriso dela, ele sorria também
Quando pensava nos olhos dela que brilhavam num olhar
Seus olhos brilhavam também
Apesar de ela ser uma completa incógnita
Ele sentia a possibilidade de desvendá-la a qualquer momento

Era como uma dança silenciosa
Quando sorriam, e seus olhos se encontravam
Quando fingiam não perceber qualquer gesto
Quando estavam apenas conversando
Mas sabendo que na conversa havia algo a mais

Ambos sentiam a tensão
Mas não se atreviam romper aquela tênue sensação
De estar em estado de suspensão
Da doce duvida se enfim então
Se entregariam a tais sentimentos
Ou deixariam tudo aquilo passar em vão.

stalker of love

Ei garoto do coração gigantesco
Mesmo que caibam tantos amores em teu peito
Não é justo que te apaixone por todas elas

Elas merecem um coração por um todo
Não um que se divida em vários

Sabe-se que você bem tentou amar sempre uma
Mas a dor de sempre ser rejeitado pela única
Fez de seu coração maior e mais calejado

Garoto dos olhos dourados
Você continua andando por caminhos tortuosos
E a dor é o fim mais claro para essa sua empreitada

Procurar nos olhos de outras os olhos dela
Procurar em outros lábios aqueles rubros que tanto procurou
Tentar encontrar o amor que lhe foi negado
Mas não dessa forma garoto ingênuo

Procura algo pelo que não tenha se apaixonado
Procura nelas algo que te faça esquecer
Procura a novidade que te faça pensar nessa
Não na outra que tanto procurou

Então garoto do coração imenso
E dos olhos dourados
Procure outra luz
Que faça os teus olhos brilharem
Procura outra paixão
Que faça teu coração apertar
E bater novamente.

juras de um covarde

Eu bolei mil juras de amor durante a semana
Pensava nela
Criava rimas com seus olhos
Depois rimava com seus lábios
Ouvia a sua voz até no canto dos pássaros
Agora chegou o fim-de-semana
Aquelas palavras de amor se perderam
Pois a covardia me consome
As juras de amor
Fogem de meus lábios
E seus lábios
Já não são tão rubros
E seus olhos já não brilham mais
Quem se deixa vencer pela covardia
Deixa de viver dia após dia
E a esperança de que ela saiba do seu amor
Vai embora
Deixando aqui apenas o remorso e o rancor.

sobre os teus sonhos

Ouço
Não sei o que ainda
Mas parecem sussurros seus
Após uma noite mal dormida
Como chegam aos meus ouvidos
Não sei
Ouço
De tua boca
Apenas o que em meus sonhos posso elucubrar
Tua boca é silenciosa
São apenas teus olhos que me dizem
O que quer, o que sonha, seus desejos
Não sou nada na tua vida
Pois nem ao menos me conhece
Mas sei que de alguma forma
Também vivo em teus pensamentos
Mesmo que seja apenas em sonhos perdidos
Em noites mal dormidas
Quando o calor e a insônia te fazem ter alucinações
Alucinações com pessoas e lugares desconhecidos
Sonha perdida com o garoto dos olhos dourados.