os sons do passado e futuro

blowing_in_the_wind

Sou sobretudo o som do silêncio
Do vento que sopra na tua janela
Do zumbido surdo da brisa nas flores
Do estalar dos lábios num sorriso tímido
Sou o farfalhar das folhas
Das folhas pintadas no teu vestido de verão
Sou o som da solidão
Da respiração solitária
Do palpitar do coração
Sou o som do jovem apaixonado
Do suspiro angustiado
Do choro não guardado
Sou o som da sua lembrança
Sou o que te faz lembrar de dias passados
Mas sobretudo
Sou o que te faz sonhar com dias futuros.

Anúncios

apenas mais um adeus

Penso se é suficiente cada dia e hora que passo gastando pensando em mim, em você, em nós e talvez em mais alguém
Já não sei se sou suficiente pra você ou se você é suficiente para mim
Estamos nessa encruzilhada final onde não sabemos nem pro bem nem pro mal
Se estamos nos direcionando corretamente ou se estamos perdidos entre olhares e sorrisos
Se seus lábios se abrem ou não, se sorriem pra mim já não sei, pois faz séculos que não os vejo sorrindo pra mim
Talvez o jeito seja estarmos pertos novamente
Apenas para que os abraços imaginários tomem forma
É obvio que não acontecerá, mas pensar nisso apenas me faz lembrar que talvez nunca veja seus olhos olhando nos meus
Ou escutarei teus sussurros doces saindo de teus lábios da forma que eu realmente imaginava
Talvez minhas idéias tenham passado dos limites e em meus sonhos eu tenha apenas me tornado o teu perseguidor
Assim como quando a sua falta me faz correr atrás de fotos e palavras antigas e lembrar de que você falava de sonhos e futuro tão lindamente que me conquistavam a cada – se – e a cada – porque –
Agora o futuro já não existe por que não existiu um real presente entre nós
Todos os sonhos, planos e desejos foram jogados pela janela em um dia chuvoso
Tudo se foi entre os ralos do presente que joguei fora
E nada será desse futuro que planejei com tanto empenho
Eu sei que não é justo, sei que não foi justo com ninguém
Mas os sonhos apenas vêm, sem querer, de forma inesperada e incoerente
Realmente espero que um dia você entenda assim como agora entendo que você apenas se defendia de minhas vontades e minhas palavras
Agora digo adeus para que possamos viver nossos sonhos sem que estejamos ambos, um no sonho do outro
Digo adeus para que possamos viver livremente sem a sombra de um passado não vivido
Adeus, adeus.

exílio, sonhos e realidade

Os dias que passaram sem palavra alguma
Me parecem agora como horas de uma espera angustiada
Desejando que o silêncio seja quebrado
Mesmo sabendo que nem mesmo o silencio se encontra por perto
Você foi deixado num ponto em que nada o alcança
O esquecimento é apenas uma vaga lembrança do que deveria ser
Foi largado ao esquecimento
Seus desejos de voltar ao passado que nunca existiu
São tentativas de se encontrar nesse exílio maldito
O exílio das palavras e sentimentos
Você pode esperar que seus desejos se realizem
Mas tem a certeza que a realidade não será essa
A questão é por quanto tempo continuará se enganando
E fingindo que engana alguém com o que você próprio quer se enganar
Essa questão já não pode ser resolvida mais por você
Você apenas segue vivendo
Esperando que o futuro que você sonhou
E as esperanças que você depositou nas mãos de outro alguém
Não terminem na realidade que agora existe
Mas sim nos sonhos em que você acreditou.

regret

Cada momento e cada escolha que fiz em minha vida
Me trouxeram até aqui
Deste ponto posso partir em diversas direções
Somente eu posso escolher
Pra onde seguir
A primeira escolha é entre seguir meus sonhos ou a realidade
Se corro atrás do que não sei se é certo
Ou vou na direção do certo deixando sonhos pra trás
Se escolho por meus sonhos não sei qual deles escolher
Ser feliz ou ter sucesso
Escolhendo pelo caminho da realidade
Me resta escolher viver o que não desejava
Fazendo o que não desejava
Tendo ao meu lado quem não desejava
Mas não sofro no caminho
Não me perco no caminho
Mas ao fim o que resta?
Sonhos que não se perderam
Arrependimentos e rancores
Dias perdidos sonhando com os sonhos
Os mesmos que deixei pra trás
Os mesmos que não tive coragem de procurar
O que resta é o sofrimento
Por não ter vivido o que desejava
Perceber que a vida foi desperdiçada.

à sua espera

(dando um tempo com posts antigos e colocando novidades)

espera1

Esperar
Sem ter a certeza de que a espera frutos lhe trará
Esperar
Sem saber se o que espero virá
Esperar
A palavra tua que enfim me dirá
Esperar
Que por fim
O esperar não foi em vão
Esperar que o não
Não surja então
Esperar
Pois na espera
Entendo que o agora
Não me espera
Me entrega
O futuro
Onde a espera
Acabará.