sobre o amor e a coragem

De onde vem essa coragem?
Será simplesmente uma centelha divina que nos dá essa coragem terrível?
O dom de amar uns aos outros
De cultivar amor por outra pessoa que não você mesmo
De onde vem essa maldita coragem que nos faz esquecer de todo e qualquer sofrimento?
Qual a razão das pessoas se amarem, mesmo tendo a certeza de que não será para sempre?
Não que eu não acredite num amor eterno, mas o fato é que nós não somos eternos
Como pode um homem amar uma mulher, e essa mulher amar tal homem, de forma que esqueçam que toda vida tem um fim?
Como podem criar vidas a partir desse amor, a ponto de se esquecerem que não estarão presentes para sempre, para amar essas novas vidas?
Como poder amar, tendo a certeza do sofrimento ao fim?
Como dedicar sua vida, a algo, que como você, não terá mais vida hora ou outra?
Que dom divino é esse que nos preenche, e nos ensina, que no final seremos congratulados com o sofrimento?
Bendita seja essa coragem, que nos cega para um futuro de sofrimento
Benditas sejam as pessoas que se entregam ao amor, sem medo do fim imediato
Já que o sofrimento final é inevitável
Benditos são os que amam na plenitude da sua capacidade
Benditos aqueles que amam e se deixam ser amados!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s