restos de uma noite sem fim

O que me resta de uma noite sozinho
Apenas com o ressonar de minha companheira canina
É rever os rostos das amadas que tive
E dos sorrisos que nunca encontrei de verdade
Analisar fotos
E imaginar diálogos de um tempo perdido
A solidão me permite as lembranças mais profundas
E a única coisa que me trás à realidade
É o ressonar de minha companheira canina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s